4 de ago de 2009

From hell


Estava eu a escarafunchar coisas insanas na internet, quando ela apareceu. Ela que tantas vezes me acompanhou noite adentro sempre paciente a espreitar o momento oportuno para surgir. Ela, companheira incansável nos momentos de lucidez criativa proporcionado por um cérebro regado a café, literatura e idéias estúpidas sobre a humanidade. Ela, sempre altiva e capaz de te deixar com uma cara péssima no outro dia sem sentir culpada. Ela diretamente from hell para me atormentar sem piedade. A danada da insônia, distinta companheira para todo o sempre nesse mundo da poesia. Save me readers!

Nenhum comentário:

Postar um comentário