11 de jan de 2009

APLAUSO para a cultura gaúcha

Não há dúvida de que o Rio Grande do Sul é berço esplêndido de arte e cultura e revelador de grandes talentos. A revista APLAUSO (nº 95-2008- R$6,00) desse mês, disponível nas bancas da cidade ou pelo site http://www.aplauso.com.br/; traz na matéria principal “Eles Respiram Literatura” seis novos autores da literatura gaúcha, independentes e longe de dogmas estéticos impostos pelas escolas ou movimentos literários iniciados no século XIX. Entre poetas e prosadores, a reportagem sugere uma nova faceta da arte literária que muitos desconhecem e que está fora do âmbito de autores cultuados no Estado. Poesia descompromissada e prosa fluente competem aos jovens autores, cientes de que uma carreira literária muitas vezes se constrói com poucos recursos e uma realidade de leitura e consumo de obras à parte de um público seleto.
Os autores revelam suas influencias literárias e se tornam testemunhas de uma nova geração que simplesmente escreve para ser ouvida. Nesse caso, editoras independentes e desconhecidas fazem frente a um mercado editorial já abarrotado pelos livros clássicos ou best-sellers (nem sempre qualificáveis) ou autores já consagrados e que dominam a cena literária. A arte precisa de espaço. E geralmente a literatura não se renova com essa realidade. Mas, é começando pelas beiradas que se chega às novas e boas publicações.
A matéria ainda nos remete à tímida construção da literatura em âmbito regional, isolada dos grandes centros e na maioria das vezes anônima e carente de um maior incentivo cultural. Também existem bons autores e publicações de qualidade longe da Capital e, não precisamos ir muito longe , pois escritores pululam aqui em Alegrete. È apenas uma questão de não isolamento e abertura para um diálogo entre as pessoas que escolheram a escrita como forma de pensar o mundo. Obviamente, não há comparações com esses seis novos escritores “apadrinhados” , mas muitos deles revelam o desejo de abandonar a metrópole e tentar um reconhecimento mais amplo em outros pólos de cultura. Imagina-se uma cidade do interior, como Alegrete, consciente de seu potencial literário, mas que se esconde nas entrelinhas da literatura. As chances de conquista se tornam mínimas.
Nossa aldeia está repleta de cabeças pensantes e capazes de uma organização melhor para divulgar seu trabalho. Basta um olhar mais acurado e vontade de compartilhar suas experiências artísticas. Aplauso também para os escritores anônimos.
Dentre inúmeras reportagens (e que realmente valem a pena a leitura) a revista ainda trás a recém lançada biografia do escritor gaúcho Caio Fernando Abreu “Inventário de Um Escritor Irremediável” (Jeanne Callegari. Seoman:2008. 200 pgs. R$28,00), os sucessos do Porto Alegre Em Cena , as mudanças na cultura com o escândalo da LIC, o Porto Alegre Em Dança, novidades na cena musical gaúcha e muitas outras dicas e atrações artísticas do Estado. Informação e cultura acessíveis ao bolso dos leitores. Boa leitura!

Publicado no jornal Em Questão em 1/11/2008

Nenhum comentário:

Postar um comentário