3 de fev de 2009

Poesia da semana


PLANO DE VÔO (PAulo Colina)


quebrar o elo

com o silêncio

abrir a porta

da rua

e despertar esse morto

abrir os braços

e libertar esse pássaro

louco


que se bate

há tanto tempo

dentro de mim


deixar que saia cidade

adentro


planando

vagando lua bêbada

e sem destino

sobre a cobertura negraveludada

da noite

senhor desse universo

sem conter esse desejo

essa sede do fundo

do poço


que não sacia

sem se opor

por ordem ou norma

à emoção


orque amanhã

nos foderemos mesmo

de qualquer forma.


(Poesia Negra Brasileira. Antologia. Zilá Bernd. IEL. 1992. )

Nenhum comentário:

Postar um comentário