31 de dez de 2013

Nota para Caderno Terapêutico #10

Metas ficcionais para o ano que não vem:

- Aceitar a morte de Abelardo.
- Reconsiderar as investidas poéticas de Bernardo, o dramático.
- Guardar em um fundo falso toda a dor vertida na escrita.
- Pregar [como um bom pastor] que a poesia pode salvar algumas almas. 
- Parar com o hábito [nada saudável] de atravessar a rua de olhos fechados.
- Criar um detector de tempestades e naufrágios existenciais.
- Não transbordar em público.
- Aumentar o meu círculo de amigos imaginários [o último morreu esmagado por uma entrelinha].
- Sugestão do leitor.
- Sugestão do leitor.
- Sugestão do leitor.


2 comentários:

  1. Continuar escrevendo teus poemas & epigramas, concisos mas cheios de sentido. São lindos. Conselho: esse pessoal do meio acadêmico odeia ler. Aproxima-te daqueles que desdenham dos teóricos!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela leitura [e sugestão], Leonardo!

    ResponderExcluir