2 de fev de 2012

Definitivamente, o que sei de mim é esse recado exposto em meu corpo: procura-se. Nada além do peso dos ombros e uma vaga promessa de tentar o que já não mais importa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário