30 de abr de 2012

Hoje me sangrou um poema. Natureza morta expandindo a dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário